Publicado em Pessoal, Reflexão

Dia do Aposentado


Dia do Aposentado

24 de janeiro – Dia do Aposentado 
Em nosso país, aposentado, no pensamento popular, rima com coitado, desocupado, adoentado, desvalorizado, desconsiderado, mal remunerado, cansado…

O pensamento popular é um pouco cruel, mas expressa como as instituições governamentais parecem considerar o aposentado e como o próprio aposentado parece considerar-se, visto que não está mais ativo no mercado de trabalho, que pensa ter chegado “ao fim da linha”…

Todavia, consideremos alguns aspectos. O primeiro é que a sociedade civil deve pensar, como um todo, que chegará para todos o dia da aposentadoria e que esse momento deve ser digno, que o aposentado merece, sim, algumas regalias, e muitos amparos. Que a saúde seja um desses itens de maior importância. Que se exerça a cidadania, pensando na aposentadoria de todos, não de alguns privilegiados…

Há de se considerar, também, que muitos aposentados e aposentadas continuam sustentando suas famílias, não só com o minguado dinheiro que recebem, mas com seu trabalho, com os “bicos”, com a mesma coragem de sempre.

E isso nos leva a pensar em outra coisa, que é o fato de que aposentado não significa, em hipótese alguma, ser inútil. Uma mentalidade hipercapitalista, pragmática e estúpida, pode dizer isso, mas é mentira. Porque sabedoria e experiência não se compram com diploma, nem com carteira assinada, mas se adquire arduamente com o lavrar dos dias, dos longos anos.

Na Antiguidade, quando havia as batalhas, quem ia na primeira fileira eram os mais jovens, mais fortes. Mas quem estava no meio, planejando, organizando, comandando, eram os mais velhos, porque sabiam mais, porque já haviam vivido aquelas situações.

Também na Antiguidade, os senadores (senex = idoso), aqueles que tinham os cargos mais importantes nas decisões, eram os mais velhos, porque tinham mais sabedoria, porque poderiam julgar melhor, com mais ponderação e conselho.

Hoje, usamos a palavra “senil” e seu sentido não é dos melhores. Falta-nos sabedoria…

Hoje, aumenta a esperança de vida e os aposentados devem e merecem aproveitá-la mais. Que isso aconteça com alegria, com saúde, com dignidade. Não podemos nos dar ao luxo de dispensarmos a preciosa sabedoria deles…

Fonte: Fátima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s